Início / Vender artesanato / Vender artesanato na internet – As 4 dúvidas comuns

Vender artesanato na internet – As 4 dúvidas comuns

Quando estamos começando nosso negócio de artesanato diversas dúvidas surgem. Uma delas é como vender artesanato na internet. Para te ajudar, separei e respondi as 4 dúvidas mais comuns de quem está começando.

Profissão Artesanato

Vender artesanato na internet – As 4 dúvidas comuns

1 – Onde vender meus artesanatos na internet?

Essa é uma das primeiras dúvidas ao iniciar um negócio. Inclusive já criei um artigo sobre os melhores lugares para vender artesanato na internet. Na internet, as opções são inúmeras. Os principais ambientes onde você pode vender os seus produtos são:

Marketplaces

Marketplaces são ambientes de varejo online onde diversos lojistas oferecem os seus produtos em um único local.  Muito em alta ultimamente, os marketplaces são locais ideais para quem quer vender seus produtos, de forma mais fácil. Dois exemplos de Marketplaces bastante conhecidos são o Elo7 e o Mercado Livre. O Elo7 é específico para trabalhos manuais. O mercado livre aceita todos os tipos de produtos e tem o mercado de artesanato em alta. Os Marketplaces normalmente são gratuitos, mas trabalham com comissões.

Para aprender mais sobre o Elo7, disponibilizo um curso gratuito: Elo7 Essencial. Se você está começando e quer aprender como criar sua loja no Elo7, cadastrar seus produtos, configurar métodos de pagamento e entrega e aprender algumas estratégias de divulgação, esse curso gratuito é para você.

Redes sociais

Algumas redes sociais já possuem espaço para a criação de uma loja virtual, como no caso do Facebook. Nessa loja é possível adicionar um número ilimitado de produtos, editá-los e exclui-los, e também adicionar descrições e imagens. Tudo feito de forma fácil e rápida.

Profissão Artesanato

Classificados online

Na internet existem diversos classificados online. Nesses lugares você cadastra o seu produto, adiciona imagens, descrição e deixa os seus dados de contato. Os classificados online funcionam como anúncios onde você apenas cadastra o que vende e espera os interessados entrarem em contato. Alguns exemplos são a OLX e o QueBarato!

Loja virtual própria

Ter uma loja virtual própria é um outro meio de vender seus produtos e é um passo importante para quem quer se profissionalizar. Para criar uma loja virtual simples, recomendo o uso de plataformas de e-commerce. As plataformas de e-commerce possuem ferramentas que ajudam no gerenciamento e visualização da sua loja virtual e algumas são de baixo custo ou até mesmo gratuitas. Alguns exemplos de plataformas de e-commerce são a Loja Integrada, Iphouse e Shopify, entre diversas outras disponíveis.

2 – Como disponibilizar e receber os pagamentos?

Para a maioria dos canais mencionados, existem serviços criados exatamente para o recebimento dos pagamentos. São as ferramentas de pagamento online, conhecidas também como intermediadores de pagamento. Para utilizá-las, basta realizar o cadastro. Os intermediadores mais conhecidos são:

PagSeguro

Para receber no PagSeguro, basta realizar o cadastro com seus dados pessoais. Você pode receber pagamentos por cartão de crédito, boleto bancário e transferência online. Eles cobram um percentual de cada compra realizada, de acordo com o método de pagamento. Um dado importante que deve ser preenchido é a conta bancária. Existe um tempo entre a data de compra e a data que você pode retirar o dinheiro. Isso acontece caso alguém queria cancelar uma compra. O PagSeguro pode ser integrado na maioria das plataformas que mencionei no começo do artigo: loja integrada, Iphouse e Shopify.

PayU (antigo Bcash)

O PayU funciona do jeito parecido com o PagSeguro. Você precisa realizar o seu cadastro com seus dados pessoais e bancários. Ele também trabalha com percentual. O valor é a partir de 4,95%, de acordo com a forma de pagamento, que pode ser cartão de crédito ou boleto bancário. O PayU também possui integração com as plataformas Loja integrada, Iphouse e a maioria das plataformas de e-commerce.

Moip

O Moip também funciona de um jeito parecido com os outros serviços de pagamento. Ele é utilizado principalmente no Elo7. Ele funciona a partir de um percentual sobre a venda. Também possui integração com plataformas de e-commerce.

Mercado Pago

O Mercado Pago é o serviço de pagamento online do Mercado Livre. Ao criar a conta no Mercado Livre, automaticamente você possuirá uma conta no Mercado Pago e todos os seus pedidos podem ser processados por lá. No mercado livre, ele é gratuito, mas caso você queira utilizar em uma plataforma virtual, por exemplo, ele ficará com 4,99% da compra realizada. Ele aceita tanto os cartões de crédito (oferecendo até 12x sem juros) e cartão de débito.

3 – Como divulgar o lugar onde estou vendendo meus artesanatos?

Após estabelecer onde você irá vender os seus produtos, chegou a hora de divulgá-lo. Mas é preciso usar meios eficientes para isso, e na internet existem vários. A dúvida frequente de quem começa a vender seus artesanatos na internet é quais são os melhores lugares para divulgar a sua loja virtual (seja própria, em um marketplace ou em uma rede social). Alguns lugares interessantes são:

Perfil empresarial nas redes sociais

Crie um perfil da sua marca nas principais redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter. Divulgue seus produtos e outros assuntos interessantes por lá. A divulgação em redes sociais já é uma tendência sem volta.

Blog

Criar um blog é uma ótima opção para quem quer vender os seus artesanatos na internet. Um blog para ter sucesso deve ter um conteúdo interessante e relevante ao seu público. Coloque informações que agregam conhecimento a quem está lendo. Fale de forma descontraída sobre os artesanatos que você comercializa, o mercado atual, as novidades do setor e até mesmo as suas promoções e ofertas.

Fóruns

Existem diversos fóruns de discussão específicos na internet. Nestes canais é preciso ter sutileza, pois você precisa divulgar o seu produto de uma forma natural, sem parecer agressivo nem estar fazendo propaganda direta. Prefira usar esses fóruns para falar sobre assuntos relacionados ao seu negócio e, se tiver oportunidade, fale sobre seus produtos.

Links patrocinados

Uma opção um pouco mais complicada, mas bastante eficiente são os links patrocinados. Aqui você precisará de um pouco mais de conhecimento e dinheiro para investir. Link patrocinado é um formato de anúncio pago, onde o link da sua página é exibido em resultados de busca. Pode ser uma opção usada futuramente quando seu negócio começar a crescer.

4 – Como realizar o envio dos meus produtos?

O envio dos produtos pode ser realizado normalmente pelos correios. Embale seus produtos corretamente e fique atenta ao peso do produto. O valor do frete será calculado a partir dele.

A maioria das plataformas de e-commerce e marketplaces faz esse calculo automaticamente usando as medidas e peso do produto que você informa.

Agora você já conhece alumas formas de vender artesanato na inter, porém, se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário aqui abaixo para que eu possa lhe ajudar.

Sobre Glauber

Consultor de Marketing Digital e apaixonado por artesanato. Acredita que as pessoas podem e devem trabalhar com aquilo que realmente gostam. É o criador do site Profissão Artesanato onde compartilha diversas dicas e experiências.

Veja Também

Pense como um Cliente

Se tem uma dica matadora que posso dar para você, artesã é PENSE COMO UM …

Profissão Artesanato

4 comentários

  1. Recentemente fiz uma página no Facebook, houveram curtidas, mas nada que fosse relevante para venda; pois alcançou apenas amigos, experimentei uma propaganda do face alcançou algumas curtidas, mas nada além disto. Na pag de Instagram o mesmo ocorrido, curtidas e nada mais. Estou procurando entender mais, o que devo fazer para melhorar.
    Obrigada.
    Silvana

  2. Profissão Artesanato
  3. Gostei muito de todas as informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *